Como pode o Social Commerce impulsionar o seu negócio?

Sabe como pode o Social Commerce impulsionar o seu negócio?

A pandemia impulsionou o comércio eletrónico em Portugal. Segundo um estudo realizado pelos CTT, em 2020 os e-buyers cresceram 15% em Portugal. Muitas marcas viram na adesão de novos consumidores a oportunidade para expandirem os seus negócios através do Social Commerce. Sabe como pode o Social Commerce impulsionar o seu negócio?

No resto do mundo, o mercado já tinha dado os seus primeiros passos antes da pandemia. Segundo a Big Commerce, em 2018, mais de 80% dos jovens americanos fizeram compras a partir do Instagram. Nos EUA, as 500 maiores empresas do país venderam US $6.5 mil milhões pelas redes sociais em 2017. Um crescimento de 24% comparado a 2016.

Compras pelas redes sociais nos EUA

Facilidade, rapidez e conveniência são alguns dos motivos que fazem os consumidores escolherem as redes sociais para comprar. No entanto, para alguns existe outra justificação. É o caso de Bruno da startup Prepi,  que disponibiliza uma plataforma para as empresas criarem lojas nas redes sociais. Este defende que outra característica leva o social commerce a destacar-se:

“As vendas via conversas são o que mais têm acontecido atualmente. Principalmente na situação de pandemia, onde as pessoas estão afastadas, elas sentem a necessidade de falar uma com as outras. Conversar ainda que virtualmente.”

Assim, podemos perguntar: como pode o Social Commerce impulsionar o seu negócio? Criando a oportunidade de transformar pessoas que já se relacionavam com a sua marca em potenciais clientes. Para além que possibilita o processo de compra de uma forma natural: as conversas. 

Em que redes sociais posso atuar com o Social Commerce?

O atendimento é o ponto-chave para converter. Afinal, o Social Commerce pressupõe a criação de conexões entre as marcas e os seus clientes.

Por este motivo, nas redes sociais do Facebook (Instagram e Facebook), é possível criar lojas com os seus produtos. Ou então sincronizar o seu inventário de e-commerce. Além disso, pode aproveitar as funcionalidades que as redes oferecem para se conectar com seus clientes. Por exemplo, a forma visual com que o Instagram mostra o conteúdo desperta interesse. Então capriche nas fotos. 

Por falar em fotos, estas têm mesmo muito impacto! 80% dos usuários semanais já descobriram uma nova marca ou produto no Pinterest. Nesta plataforma as marcas podem conectar o seu catálogo do Shopify e criar pins com informações de produtos.

Para além do Instagram, Facebook e Pinterest, o WhatsApp é também um meio para o Social Commerce. Recentemente anunciou uma aba para a venda de produtos e serviços na versão Business da app.

Como posso diferenciar-me no Social Commerce?

No e-commerce os produtos são mostrados de uma forma mais objetiva. Com o Social Commerce surge algo atípico. Pode alinhar a sua estratégia de vendas ao seu conteúdo, apenas é necessário ter criatividade

Por exemplo, imagine que a sua empresa comercializa garrafas térmicas. Posts sobre desporto e atividade física podem aumentar o interesse no seu produto. Outra possibilidade é criar um editorial com tendências de sportswear. Entre as sugestões apenas tem de incluir as garrafas térmicas da sua marca. 

No caso de, por exemplo, ter uma loja de bijuteria apenas tem de puxar pela imaginação! Criae posts diferentes e atrativos! Tal como a Donna Maira Semijoias, que cria posts onde analisa a bijuteria usada por celebridades e relaciona as joias com itens semelhantes na sua loja.

Post que analisa a bijuteria usada por celebridades

Estar a par das novidades também é algo muito importante. Sabia que, segundo um estudo do Facebook, o Messenger é importante para 41% dos compradores de moda e acessórios?

Antes de partir para o conteúdo, é importante saber quais os interesses dos seus seguidores.

Para conhecer a sua audiência e acompanhar a performance das vendas do Social Commerce da sua marca, deve utilizar ferramentas de análise das redes sociais. No módulo social Analytics do Buzzmonitor é possível comparar os seus resultados com os dos seus concorrentes através da análise de mais de 50 métricas em redes sociais.

Não é só o bom conteúdo que influencia a decisão de compra. É necessário o cliente sentir-se seguro em relação ao que adquire. Assim, incentive os seus seguidores a deixarem comentários sobre o seu produto/serviço para que os futuros compradores possam consultar a opinião de quem já é cliente.

Desta forma, poderá ajudar no terceiro ponto do processo de compra de um consumidor: a consideração da solução. Uma das grandes vantagens do Social Commerce é os clientes poderem passar por este processo numa única plataforma. 

Analise a performance do site da sua marca e as principais métricas das redes sociais, numa única plataforma multicanal, o Buzzmonitor. A ferramenta de Social Analytics fornece vários relatórios de redes sociais essenciais para o crescimento digital da sua marca.
Como pode o Social Commerce impulsionar o seu negócio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo