Morte de abelhas mobiliza engajamento em torno do tema agrotóxicos em redes sociais.


Entre os dias 14 setembro e 14 de outubro, a palavra “agrotóxico” foi mencionada 12.737 vezes nas redes sociais, segundo dados do Buzzmonitor Trends. Entre as publicações sobre o tema com maior engajamento, a morte de 50 milhões de abelhas em Santa Catarina devido ao possível uso do agrotóxico fipronil, usado em lavouras de soja. O tema veio à tona dia 18 de setembro e os posts relacionados já somam mais de 12 mil compartilhamentos e 8 mil interações. 

A notícia sobre a morte de abelhas gerou comoção em redes sociais e deve continuar reverberando esta semana, com a aproximação do dia da agricultura, 17 de outubro.

Veja a evolução de menções a “agrotóxico” entre 14 de setembro e 14 de outubro:

 

A maior parte das menções aconteceu no Twitter (74,5%) e percebe-se que 80,2% das publicações sobre o tema têm sentimento negativo, o que justifica o alto engajamento em notícias que criticam decisões do Governo Federal sobre o tema.

Os posts sobre agrotóxicos nos últimos 30 dias mostram que o assunto é mais abordado por homens (32,3%) do que por mulheres (25,1%).

 

 

Metade dos posts de Facebook sobre agrotóxicos que mais geraram engajamento no período trataram da morte das abelhas e somam mais de 8 mil interações:

 

 

O assunto da importância das abelhas para o meio ambiente voltou à tona no início de outubro, quando foi comemorado no dia 3 o Dia da Abelha. Os principais posts de noticiosos sobre o tema no Instagram geraram mais de 10 mil interações e 10 mil curtidas:

 

Morte de abelhas mobiliza engajamento em torno do tema agrotóxicos em redes sociais.
Voltar ao topo